Agenda

Ciclo Ciência e Democracia III

No próximo dia 12 de setembro (quinta-feira), a partir das 14h, na terceira edição do ‘Ciclo Ciência e Democracia’, Ricardo Galvão, ex-diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e do Centro Brasileiro de Pesquisas Física (CBPF), dará depoimento sobre o embate recente que teve com o governo federal na questão do monitoramento do desmatamento da Amazônia. A mesa contará ainda com a participação de acadêmicos.

O tema escolhido para o ‘Ciclo Ciência e Democracia III’ ‒ que ocorre no CBPF, no Rio de Janeiro (RJ) ‒ é classificado por especialistas como o primeiro problema que diz respeito a todas as nações: ‘Mudanças climáticas e aquecimento global: negando a catástrofe, inviabilizando o futuro’.

Esta terceira edição mantém os objetivos gerais propostos para o ciclo: analisar e debater grandes temas da atualidade, como violência (edição inaugural, em 12/06 último), educação (26/06), drogas, feminicídio etc.

Participações

Os trabalhos da mesa serão mediados por Bernardo Esteves, doutor em historia da ciência pelo HCTE/UFRJ (Programa de Pós-graduação em Historia das Ciências e das Técnicas e Epistemologia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro), jornalista especializado na cobertura de ciência da revista Piauí e autor do livro Domingo é dia de ciência.

Os temas e os participantes da mesa serão os seguintes:

‒ ‘Evidências científicas das mudanças climáticas: inequívoco’, por Andréa Souza Santos, doutora em engenharia pela Coppe (Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia) da UFRJ ‒ onde é professora adjunta ‒, secretária executiva do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas, chapter scientist do Grupo de Trabalho III do IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas);

‒ ‘Política internacional das mudanças climáticas’, por Carlos Roberto Sanchez Milani, doutor em estudos do desenvolvimento pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais (EHESS, Paris), professor associado do IESP/UERJ (Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e coordenador do Labmundo (Laboratório de Análise Política Mundial).

Galvão ‒ que dará o depoimento ‘O embate com o governo no monitoramento do desmatamento da Amazônia’ ‒ é doutor em física pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts, EUA), professor titular do Instituto de Física da Universidade de São Paulo, ex-presidente da SBF (Sociedade Brasileira de Física) e membro da ABC (Academia Brasileira de Ciências).